Manifesto-me, porque não sou idiota

1.7.13 |


Muita polêmica tem sido criada em torno dos recentes eventos que envolvem nosso país. A onda de manifestações que varre o país tem causado um sentimento geral de patriotismo aflorando as indignações e revoltas suprimidas do povo brasileiro. Historicamente, somos um país rico e explorado. Sempre foi assim. Nunca mudou. O tipo de exploração talvez tenha mudado. Com a revolta e indignação, os protestos têm gerado um paradoxal caos em favor da ordem no país.

A internet, veículo em que nasceu todo esse movimento, ainda fomenta a revolta dos indignados com a corrupção, educação precária, saúde deplorável entre muitas outras causas. Nesse momento, não tem partido, não tem religião, não tem bandeira, não tem ideologia se não a vontade de um país mais justo para todos.

Tenho acompanhado tudo isso desde o início, e todos com um pouquinho de curiosidade ou interesse político também o fizeram. E ultimamente tenho me perguntado: onde está a Igreja nessa hora? Onde estão aqueles que se chamam cristãos?

Há quem se levante e diga que religião e política não se misturam, nem devem se misturar. A história da própria igreja nos mostra o contrário. Mas antes de entrar nesse aspecto, quero trazer uma informação para você. 

Na Grécia antiga, berço da democracia e da política que conhecemos no mundo hoje, chamava-se de político aquele indivíduo que buscava o interesse coletivo, o interesse da comunidade. A palavra política vem do grego politika, onde o prefixo “pólis” significa comunidade. Agora veja você, os gregos chamavam, por outro lado, àquele indivíduo que não se interessava pelo bem comum, o que só tinha interesses próprios, que só olhava para seu próprio umbigo de idiótes. Onde o prefixo “id”, significa próprio, de onde vêm as palavras identidade, idiossincrasia entre outras. A palavra idiótes originou a palavra idiota. Percebeu? Para os gregos ou você era político, ou era idiota. Pergunto-me se muita coisa mudou.

Mas e a religião nisso tudo? Jesus nunca se separou da política. Muito pelo contrário. O maior mandamento bíblico é o que existe de mais puro na essência da política. E aqui peço que você abandone seu conceito do que é política, ou do que você tem conhecido de política, e seja político como Jesus nos ensina a ser.

“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei dos profetas.” Mateus 22:37-40

A bíblia não para por aí. No Sermão do Monte o Mestre nos ensina:

“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;“ Mateus 5.6

Como ser cristão e não ser político, olhando dessa perspectiva? Não estou incentivando ninguém a ingressar em partido político nem coisa parecida. Você pode fazer política, cuidar do bem coletivo, ou se você preferir, amar ao próximo, em qualquer lugar que você vá ou esteja.

E quanto aos protestos? Como a igreja se posiciona quanto a isso? Não sou nenhum líder religioso, mas entendo que o clamor do povo nas ruas (e aqui faço um aparte de repúdio a qualquer tipo de rebeldia, vandalismo, infração de lei ou confronto físico) é na verdade o papel do servo de Deus. Mas nós temos abandonado esse dever. Não concorda? Veja contra o que os profetas clamavam e se manifestavam. Leia apenas os títulos dos textos bíblicos nos livros proféticos. Profecias contra o pecado, contra injustiças sociais, contra reis maus. Os profetas não ficavam de revelaçãozinha que fulano de tal vai ganhar uma carruagem novinha folheada a ouro. Profetas manifestavam-se publicamente em favor do bem de todo o povo, porque essa é a vontade de Deus.

Convido você a refletir sobre esse assunto. Estudar a bíblia nessa perspectiva. E manifestar-se na sua comunidade, buscando o bem daqueles que estão ao seu redor, para não ser idiótes!


Ronan Valverde Medeiros

Ronan Valverde Medeiros

Sou químico, e não, eu não sei fazer uma bomba e nem tenho porque saber. Meu nome é Ronan Valverde Medeiros, moro em Viçosa-MG, mas estou sempre em Vitória-ES.

Leia mais textos de Ronan

  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página