Retórica x Testemunho

24.6.13 |


É sempre muito instigante ler os evangelhos! Digo isto porque Jesus, durante seu ministério, disse que não se interessava em revogar a lei, mas em cumpri-la. No entanto, a postura que Jesus cobrava de todos era muito mais interior, voltada para os pensamentos e intenções, do que necessariamente nas atitudes, como reza a lei. Suas atitudes se tornam corretas, não pelo medo da lei, mas como consequência de uma retidão de caráter e comportamento, oriunda do relacionamento com Deus e Seu Espírito.

Bato nesta tecla hoje, pois vejo as igrejas cristãs passando por uma completa crise. Erra-se na essência do evangelho e, quando se acerta, há o equívoco na forma de apresentá-lo. Às vezes nos prendemos às fórmulas que funcionaram em outro ambiente, portamos um evangeliquês polido e confuso, tomamos atitudes que geram um distanciamento dos que não fazem parte do ambiente. O mais triste de tudo é que a divergência da retórica para o testemunho tem sido muito recorrente.

Como publicitário, defendo que toda ideia necessita de propaganda, ainda que seja um “boca a boca”. Mas como portadores do evangelho, cada um de nós tem uma “estratégia de marketing” . É nisso que falhamos! Apresentamo-nos como portadores da verdade absoluta, mas defendendo valores de forma arrogante; julgamos veementemente e apresentamos, muitas vezes, um evangelho enfadonho e chantagista, em que não há amor e perdão.

A Bíblia relata, em Atos 2.42-47, um perfil comportamental dos novos cristãos, logo após a descida do Espírito Santo. O texto se encerra falando de um povo que vivia “louvando a Deus, contando com a simpatia de todo o povo”/ e muitos de nossos porta-vozes pelo Brasil apresentam totalmente o inverso; suas ovelhas se comportam da mesma forma.

Enfim, Deus é amor! Sabemos que Deus não tolera o pecado e Sua palavra é clara! Mas quem disse que o pecado existe só do outro lado? As igrejas têm padecido pelo pecado da fofoca, da discórdia, do ego inflado, da soberba. Em um ambiente onde estas características são predominantes, não há espaço para o amor de Deus. Se não se tem o amor d’Ele, como é possível compartilhá-lo?




Eliézer Gomes

Eliézer Gomes

Publicitário, casado, músico por hobby, ministro de louvor, apaixonado pela escrita e agora, tentando ser blogueiro.

Leia mais textos de Eliézer

  • Google Plus
  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página