Pátria amada, Brasil!

19.9.12 |


"O rei (governante) que exerce a justiça dá estabilidade ao país, mas o que gosta de subornos o leva à ruína" [Provérbios 29.4]

Neste mês de setembro, conhecido como mês da Pátria, foi comemorada a Independência do Brasil. Na Avenida Afonso Pena, aqui em BH e, provavelmente, em muitas outras avenidas e praças do país, houve, no dia 7, comemorações, desfiles militares, foguetório, festa...

Mas eu fico aqui pensando no motivo das comemorações... na célebre frase de D. Pedro, às margens do riacho Ipyranga: "Independência ou Morte!" Na luta de tantos heróis que, ao longo da história, queriam conquistar a soberania para o nosso país, a tão sonhada independência. E eu continuo pensando: será já fomos algum dia, ou somos, hoje, realmente independentes, livres, soberanos?

Vemos atualmente, tanta corrupção, tantos desmandos, tanta injustiça, tanta insensatez por parte dos governantes que não há como o povo se sentir livre. 

Claro que temos o direito de ir e vir... direito de greve, direito de protestar, direito de culto, direito de nos expressar, direito de votar! Mas, infelizmente, todos esses direitos se perdem no mar de lama em que se tornaram os poderes públicos. E, sem bom governo, sem justiça, não há estabilidade; e, como abundam o suborno, a falcatrua, os ilícitos, o povo acaba por sofrer as consequências: o país afunda... vem a ruína... econômica, social e moralmente falando.

O livro de Provérbios fala muita coisa interessante sobre o que advém de um mau governo. A bíblia nos dá um panorama sombrio para um país que não tem a direção de homens justos e tementes a Deus, que se preocupam com seus governados, que sabem que o futuro da nação e a felicidade de seu povo dependem intrinsecamente da honestidade de suas atitudes e da integridade de suas decisões.

Infelizmente, no caso do nosso amado Brasil, o que temos visto é uma série atordoante de CPI's que trazem à tona a podridão dos meandros do poder. E, para nossa vergonha, muitos ditos evangélicos estão nadando neste mar de lama e se afundando rapidamente, talvez pelo peso excessivo das propinas que carregam dentro das meias, ou escondidas entre as páginas da bíblia... talvez na mesma página em que se lê o provérbio que citei...

Liberdade, independência, mesa farta, prosperidade, pleno emprego, cidadãos felizes, só serão possíveis quando os políticos entenderem a sua enorme responsabilidade no comando do país. Quando se derem conta de que somente governando com justiça, deixando de lado o suborno, o enriquecimento ilícito, é que o país poderá realmente ser uma grande potência mundial.

Somos ricos de solo, de recursos naturais, de gente trabalhadora e esperançosa, um povo forte que não tem medo de enfrentar as dificuldades da vida. Mas somos pobres de governantes honestos, dispostos a abrir mão de benesses pessoais em prol de todo o conjunto de seus habitantes.

Neste mês de setembro, embalada já pela propaganda eleitoral que nos entra goela abaixo, oro pelos governantes do meu país e pelos candidatos que teremos que eleger em outubro. Que Deus tenha misericórdia deles e faça com que, finalmente, entendam a grandiosidade de sua missão. E que nós, povo brasileiro, tenhamos sabedoria para que, nas eleições que se aproximam, possamos eleger homens e mulheres que conheçam a justiça e governem com equidade... sejam eles evangélicos ou não.

Assim seja!



Lisieux Souza

Lisieux Souza

Olá! Meu nome é Lisieux, tenho 57 anos, moro em BH e escrevo por pura paixão. Sou poeta,teóloga e pastora...e mãe da Lili!

Leia mais textos de Lisieux

  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página