Que maravilha! Tenho problemas!

8.8.12 |

T.Harv Eker, um escritor norte-americano, disse, em um dos seus livros, que “O segredo do sucesso não é tentar evitar problemas, nem se esquivar deles, mas crescer pessoalmente para se tornar maior do que qualquer adversidade”.

Todos nós temos problemas e é inútil tentarmos nos livrar deles. Eu mesma, no correr dos dois últimos meses, tenho visto os problemas se acumularem de tal forma que minha vontade é jogar tudo para os ares e tomar um avião para o Havaí!

Por absoluta falta de dinheiro e por não poder me ausentar de Belo Horizonte no momento, tive que me conformar em ficar e... enfrentar os problemas, de frente e de cara limpa.

Então, só me restou pensar que, na verdade, não sou a única que tem problemas. Tenho certeza de que todos vocês, que me leem, também podem fazer uma lista deles:

- problemas de falta de dinheiro
-problemas de saúde, nossa e de pessoas a quem amamos
-problemas de relacionamento no casamento, namoro, amizades
-problemas psicológicos
-problemas de depressão
-problemas para emagrecer
-problemas com a igreja

Igreja? Sim! Até mesmo com a igreja (aliás, mais ainda nela!) temos problemas.

A frase de Eker me fez pensar que podemos aproveitar os problemas para tentar tirar deles alguma lição. É verdade que, na hora em que os enfrentamos a única vontade que temos é de "chutar o balde" e não podemos enxergar a tal da luz no final do túnel. Mas ela, de fato, brilha ao longe e nos basta ter calma e tentarmos chegar até ela.

Lembrei-me da igreja de Laodiceia, uma igreja "sem problemas"… Ela era rica e abastada, e não precisava de coisa alguma (Apocalipse 3.17). Já a igreja de Jerusalém, era cheia de problemas: problemas doutrinários a respeito da circuncisão, problemas com um casal mentiroso que não entregou o dinheiro da venda de um terreno, com a partilha da ajuda para as viúvas gregas, etc. Laodiceia não tinha problemas, mas Jerusalém, com todos os que ela enfrentava, foi a igreja aprovada.

Assim, não é a falta de problemas que faz com que uma igreja seja forte, mas sim a forma com que ela lida com as suas dificuldades.

Também conosco é assim que funciona. Não é número ou a gravidade dos nossos problemas que nos moldam o caráter, mas a forma como nos comportamos diante das adversidades. Os problemas nos fazem sair da nossa zona de conforto, fazem com que nos conheçamos melhor, são oportunidades para testarmos nossa capacidade de decisão, nossas habilidades e são também um termômetro que mede o nosso relacionamento com a família, com o trabalho, com os amigos, com a igreja... e com o próprio Deus.

Amor, cuidado, longanimidade, tolerância, humildade, zelo com a verdade e determinação em fazer a vontade de Deus... esta é a receita para nos tornarmos fortes. Certamente, nenhuma destas coisas vai fazer com que os problemas desapareçam, mas cada uma delas vai nos tornar capazes de levar os nossos problemas a soluções que sejam aprovadas por Deus.

Portanto, repito: "Obrigada, meu Deus, porque tenho problemas"!


Lisieux Souza

Lisieux Souza

Olá! Meu nome é Lisieux, tenho 57 anos, moro em BH e escrevo por pura paixão. Sou poeta,teóloga e pastora...e mãe da Lili!

Leia mais textos de Lisieux

  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página