O que vejo em minhas marcas? - Parte I

18.7.12 |


No mês de maio deste ano, fiz uma cirurgia na mão pra tratar uma compressão no nervo causada por uma Síndrome do túnel do carpo. Acredito que, assim como eu, poucos já ouviram falar nessa síndrome; como disse, comprimia um nervo da mão que só não atingia o dedo mínimo, mas me causava muita dor e dormência que não se restringiram à mão, mas logo afetou todo o braço.

Enfim, a cirurgia foi feita e correu tudo bem. Tão logo acordei após o efeito dos sedativos e já não sentia dormência nenhuma. Foi um super alívio! Hoje, o que vejo todos os dias é a cicatriz. No meu caso, uma marquinha discreta na palma da mão, com cerca de 3cm.

Quando estou sentada, à toa, sempre observo minha cicatriz e por ser na mão, um dia pensei nas marcas de cravos nas mãos de Cristo. Assim como em mim, muita dor e sofrimento poderiam ser lembrados por meio daquelas marcas. Eu tinha dificuldades em atividades diárias comuns, como descascar uma fruta, vestir roupa e escrever... Os cravos que seguraram Cristo na cruz causaram a ele muita dor física, afinal, ele estava ali em carne e osso e foi machucado de verdade. Além disso, eu acredito, e podemos pensar que Jesus também carregava ali muita tristeza:

- por ver o povo longe de Deus e muitos o negarem como Senhor;

"Veio para o que era seu, e os seus não o receberam." Jo 1.11

- por ouvir o povo preferindo que um ladrão fosse solto em seu lugar;

"Toda a multidão, porém, gritava: Fora com este! Solta-nos Barrabás! (...) Eles, porém, mais gritavam: Crucifica-o! Crucifica-o!" Lc 23.13-25

- por saber o sofrimento pelo qual os homens passariam.

"Porém Jesus, voltando-se para elas, disse: Filhas de Jerusalém, não choreis por mim; chorai, antes, por vós mesmas e por vossos filhos!" Lc 2.28

Provavelmente você também já viu aquela cena do filme "Paixão de Cristo" em que retrata os cravos sendo fincados nas mãos de Jesus na cruz. Sabemos que aquilo foi por nós e, quantas vezes, ignoramos e esquecemos que aquelas marcas existiram por nossa causa.

"Certamente ele tomou sobre si as NOSSAS enfermidades e as NOSSAS dores levou sobre si; (...) ele foi traspassados pelas NOSSAS transgressões e moído pelas NOSSAS iniquidades." Is 53.4-5

Com certeza nossas marcas nos fazem lembrar vários momentos e, na maioria das vezes, quando se tem uma cicatriz, houve antes uma dor. Talvez, dores que pudessem ser evitadas, sofrimentos desnecessários e tristezas que não precisávamos sentir. Porém, momentos que vivemos e aprendemos.

Hoje te convido a lembrar das histórias das suas marcas e, especialmente, das de Cristo. No próximo texto, vou compartilhar mais alguma coisa que podemos aprender com nossas marcas e com Cristo.

Deus te abençoe.

Abraço


Talita Cellia

Talita Cellia

Sou a Talita, 20 e poucos anos e quase professora de Química. Vivendo em Vitória/ES. E meus amores são família, amigos, música e, acima de tudo, Papai do Céu.

Leia mais textos de Talita

  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página