A Igreja e a política

31.7.12 |


Estamos em ano de eleições municipais. Com as eleições, vem o tortuoso período de propaganda eleitoral de todas as espécies, em que pessoas se apresentam capazes de representar você na Câmara e na Prefeitura de sua cidade. Alguns, são capazes (o que não quer dizer que são todos idôneos), mas, na grande maioria, vejo grandes aventureiros buscando uma oportunidade confortável e cheia de benefícios, subsidiada pelo Estado.

Longe de mim defender uma corrente política ou um partido, até porque não os tenho, mas desejo, na minha humilde e superficial leitura dos fatos, pedir um grande favor a todos: cuidado com o seu voto. Escolheremos pessoas que vão nos representar politicamente e uma escolha mal feita pode martelar em sua mente durante quatro anos, caso você leve seu voto a sério.

Um segundo cuidado, que para mim é o mais importante: cuidado com os candidatos que se dizem cristãos, apresentando-se como representantes dos bons costumes, do evangelho e dos valores da Bíblia. Aprenda uma coisa: o EVANGELHO NÃO PRECISA DE REPRESENTAÇÃO POLÍTICA. Antes de ser um político defensor do valor cristão, ele tem de ser um bom homem, capaz de assumir tal postura perante a sociedade lá dentro da prefeitura, câmara, senado, ou que for... caso seja eleito. Ele tem de ser um cidadão de verdade, sendo ele cristão ou não. Que seja capaz de sofrer todas as agruras, isolamentos e sabotagens que o sistema político possa lhe imputar, apenas por querer ser justo, não somente para a Igreja, mas também para a população de toda a cidade ou nação. O evangelho não precisa ser representado politicamente; somente por Jesus, pelo Espírito Santo e por nós mesmos, pela nossa pregação e testemunho.

A igreja precisa orientar os seus fiéis quanto à responsabilidade do voto, mas não é função dela indicar nomes. O próprio Deus nos deu o livre arbítrio nas nossas escolhas e Jesus nos pediu que “déssemos a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”; logo, não podemos fazer da casa de Deus espaço de divulgação ou pedestal para César e a liderança da igreja não pode interferir na escolha de seus fiéis em prol de interesse próprio. 

Apresento agora uma postura pessoal: não voto em pastores (http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/a_gazeta/politica/1121650-pastores-se-articulam-para-a-eleicao.html). Se o mesmo sente que tem vocação política, então que abandone seu ministério e se dedique a uma só causa. Não é a toa que muitos “pastô” fazem vergonha quando assumem cargos políticos; porque não levam nenhum das atividades a sério e acabam não sendo excelentes em nenhuma das duas funções.

Não é meu interesse ser um reacionário político ou criador de um movimento, mas simplesmente sou alguém que está farto de ver muitos representantes políticos cristãos se mancharem e os espaços estatais se tornarem um circo eclesial. A igreja só precisa de pessoas comprometidas com o Reino e que queiram abalar o mundo. No mais, ore em todo este processo, pedindo intervenção divina nas nossas escolhas e consciência dos céus em todos os candidatos.




Eliézer Gomes

Eliézer Gomes

Publicitário, casado, músico por hobby, ministro de louvor, apaixonado pela escrita e agora, tentando ser blogueiro.

Leia mais textos de Eliézer

  • Google Plus
  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

3 comentários

PC

Os pastô dizem que foram chamados (vocacionados, escolhidos) por Deus para este ministério, que está no centro do coração de Deus, o Todo Podereso Criador do Universo, e trocam isso por um trabalho público, tem alguma coisa errada ae... rs

Kelley

Excelente texto!

Ronan

Muito pertinente Eliézer. Concordo plenamente com vc. Político não deve representar causa religiosa. Político tem q representar o povo e trabalhar para o povo independente da crença religiosa. Acho que as política e religião não se mistura e não deve se misturar.

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página