Quero compartilhar o meu desânimo

26.3.12 |


É comum vermos pessoas desanimadas ao nosso derredor, seja com a vida, consigo mesmas, com outras pessoas, com suas profissões, com Deus. O desânimo parece estar presente na vida de todos. E se pararmos pra pensar, está bem mais perto de nós do que imaginamos.

Hoje, quero compartilhar o meu desânimo. 

Sabe quando você começa a perceber os acontecimentos na sua vida como algo simplesmente comum? Em que conversas não impressionam mais, pessoas não te surpreendem mais e você até se lembra de Salomão dizendo que não há nada de novo debaixo do sol? Pois é, assim eu me encontrei durante uma época. Se você consegue compreender o que eu digo, provavelmente já passou por isso ou está passando.

Porém, comecei a pensar como eu, como cristã, deveria me portar diante disto (tento pensar por dessa forma, senão escolho os piores comportamentos). Percebi como essa minha “indiferença” estava afetando também meu relacionamento com Deus. Para mim já estava sendo comum (sem muito efeito pessoal) declarar “sigo a Jesus”, “amo o meu Deus” ou até mesmo “Deus, eu te amo!”. Acreditar em Deus começou a ficar confuso para mim. Afinal de contas, eu acredito até que ponto? De que maneira? Em quais situações?

Nesta época eu estava lendo Hebreus. Dando continuidade à leitura, depois de muito pensar e me questionar, obtive uma resposta. No cap. 11 deste livro, não só temos explicação sobre o que é a fé, como também temos grandes exemplos de pessoas que viveram através dela.

Entendi que a fé mostra que o desânimo só me faz olhar para os obstáculos que existem e existirão na minha caminhada. Sei que quando eu acredito que minha vida é primeiramente direcionada pelos princípios de Cristo, eu posso confiar, obedecer e esperar o tempo certo de cada coisa. Ter fé me faz ter esperança e entender que o desânimo é comum, mas que eu tenho um motivo maior para acreditar que ainda há novidades a se esperar!

Por fim, compartilho uma música que muito me agrada, com a qual me identifico nesses momentos de desânimo. Com vocês, Eduardo Mano!




Samara Lacerda

Samara Lacerda

Nasci em 1991, moro em Minas Gerais. Estudo Psicologia, a ciência que amo e escolhi. Sigo Jesus, o mestre que me inspira a viver, que me escolheu.

Leia mais textos de Samara

  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página