Quanto amo a tua lei!

18.1.12 |


Hoje foi um daqueles dias em que bateu a saudade, sabe? De alguém especial pra mim, importante na formação do meu caráter, que eu amei muito e de quem também recebi muito carinho, afeto e amor: minha avó Eva. 

Claro que a maioria das pessoas que vão ler este texto não a conheceram, mas isso não tem o menor problema. O que quero mesmo é compartilhar um pouco do testemunho desta mulher de Deus - especialmente alguns momentos que presenciei e me marcaram- e que todos sejam abençoados e cresçam no conhecimento e na graça de Cristo.

Nós não morávamos na mesma cidade e, certa vez, não lembro se por algum motivo específico ou apenas a passeio, ela foi passar uns dias na minha casa. Numa tarde, estávamos eu, vovó e minha mãe em casa e, depois de muita conversa, começamos a falar sobre morte (o dia em que morrer, como quer que seja, se quer que o povo chore no velório ou não, etc). 

E aí vovó falou que queria que colocassem no caixão sua coleção de livrinhos do No Cenáculo (uma publicação bimestral que traz textos para auxílio nas devocionais diárias, com trechos bíblicos e motivos para oração). Pois é, ela tinha uma coleção de cerca de oito anos dessas publicações e não passava um dia sequer sem fazer o momento devocional com quem estivesse em sua casa. 

Acontece que ela já tinha comentado esse pensamento outras vezes e, em todas elas, meus tios e tias riram e falaram que era besteira. Dessa vez, ela chegou bem pertinho de mim e foi explicar que colocar os livros era uma representação com o significado de levar a palavra de Deus. Ela conhecia pessoas que desejavam ser enterradas com jóias, como se fossem ter aquele objeto eternamente. Já minha querida avó queria mostrar a todos que o maior tesouro que ela tinha era a palavra de Deus.

E o que eu ia fazer ou dizer diante dessa explicação? Apenas aceitar, me calar e aprender.

Anos depois, no dia do enterro da vovó, fiz como ela havia me pedido e expliquei a todos o que estava fazendo. Talvez consigam imaginar o quanto esse momento foi especial para mim!

E todas as vezes que me lembro dela, lembro desse amor pelos ensinamentos do Senhor, do prazer que ela mostrava ao ouvir as boas-novas de salvação e também de compartilhar e isso me serve de estímulo para nunca me acomodar e deixar de ler a Bíblia.

O Salmo 119 fala sobre essas palavras divinas, mandamentos, ensinamentos, preceitos e testemunhos. Convido você a ler esse salmo e observar quantas alegrias o salmista demonstra por conhecer as Sagradas Escrituras. Destaco aqui o versículo 72: "Para mim vale mais a lei que procede de tua boca do que milhares de ouro ou de prata."

O Senhor é o nosso maior tesouro e acredito que, apenas quando conhecemos os Ensinamentos de Deus, é que podemos realmente viver o querer d'Ele para nossas vidas. 

Apenas quando buscamos com amor, podemos conhecer e prosseguir em conhecer o nosso Deus.

Assim como a minha avó foi para mim e pra várias outras pessoas, que nós sejamos exemplo de fé em Deus e amor pelas suas palavras.

Um abraço!


Talita Cellia

Talita Cellia

Sou a Talita, 20 e poucos anos e quase professora de Química. Vivendo em Vitória/ES. E meus amores são família, amigos, música e, acima de tudo, Papai do Céu.

Leia mais textos de Talita

  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página