A LOVE SUPREME

22.12.11 |


Neste post tratarei um pouco da vida de quem, em minha opinião, é um dos maiores músicos e compositores da história: o saxofonista “John Coltrane”, sua espiritualidade e de uma de suas maiores obras que dá nome ao texto.

Filho de John Robert Coltrane e de Alice Blair Coltrane, nasceu em 23 de setembro de 1926, em Hamlet, Carolina do Norte. Um de seus avôs era pastor da Igreja Metodista Africana Episcopal de Sião. John cresceu em um ambiente familiar muito musical; seu pai tocava violino e ukulele e sua mãe era corista na igreja; consequentemente, Coltrane cresceu sob ensinamentos cristãos da denominação citada e foi influenciado pela música que lá era produzida.

Ressaltarei detalhes primordiais para aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer sua arte:

Coltrane foi um saxofonista de jazz, considerado um dos criadores do “Free Jazz”, vertente que propunha uma liberdade de improvisação musical total do músico. No início de carreira, tocava sax alto; posteriormente, migrou para o sax tenor e, nesse último, é considerado o “maior dos maiores”.

Na década de 40 já tocava profissionalmente em bares e clubes ao redor da Filadélfia, mas não demorou muito para ganhar espaço entre os melhores de sua contemporaneidade, dentre eles: Dizzy Gillespie,Thelonious Monk, Milles Davis...

Adquiriu o vício da heroína no decorrer de sua carreira, fato que o atrapalhou musicalmente. Exemplo disso foi quando trabalhava na banda de Milles Davis, que acabara de se livrar do mesmo vício, e, devido ao uso dessa substância perdeu seu emprego.

Em 1958 dá a volta por cima, vencendo o vício e retomando seu emprego na banda.

Em abril de 1960 deixa o grupo de Miles Davis para seguir carreira solo.

Nessa nova fase, grava o Álbum “A Love Supreme”, lançado em fevereiro de 1965, que é considerado sua obra prima.

É acompanhado pelos músicos: Elvin Jones na bateria, McCoy Tiner no piano e Jimmy Garrison no baixo.

Esse álbum possui quarto faixas: 1ª “Acknowledgement”; 2ª “Resolution”; 3ª "Pursuance” e 4ª “Psalm”, que aconselho sejam escutadas incessantemente.

Coltrane dedica essa obra a Deus e deixa isso bem claro no encarte do álbum. Nele, o músico escreveu que experimentou a graça de Deus em 1957, ano em que se livra do vício da heroína. Diz, ainda, que o disco é um humilde presente a Ele e termina com a frase “Louvado seja a Deus”.

O quarto movimento de A Love Supreme, “Psalm”, é, de fato, um arranjo baseado em um poema feito para Deus, também impresso no álbum.

Abaixo um vídeo com o áudio de Psalm, acompanhado do poema.

Note que a melodia tocada por Coltrane no sax recita o texto, ao ponto de que, se atentarmos minuciosamente, ouviremos sua voz através da voz de seu instrumento.





Como visto, o texto é em inglês, portanto, recortarei alguns pontos, já traduzidos para o português, que considero esclarecedores:

1º: “Todos os caminhos levam a Deus...” – Nessa afirmação ele deixa claro que apesar de crer em “um” Deus, acredita que todos os caminhos levam até Ele. Obs: Não entrarei no mérito de dizer se ele está certo ou não, e espero que esse não seja o foco de possíveis comentários aqui. O fato é que Coltrane foi e continuará sendo um dos maiores músicos de jazz da história e que sua maior obra foi dedicada a Deus.

2º “Eu farei tudo que posso para ser digno de Ti, ó Senhor

3º “Ele sempre foi, Ele sempre será

4º “Alegria, elegância, exaltação, tudo é de Deus; Obrigado Deus. Amém

Essas três últimas citações, e muitas outras, mostram sua reverência a Deus.

Ressalto novamente a importância de se ouvir esse álbum várias vezes, seguindo a ordem das músicas, e tentar perceber a mensagem que Coltrane quis passar com a sonoridade empregada e a reverência ao amor supremo de Deus que cultivava.

Se você não é familiarizado com esse estilo, não se espante se achar uma coisa muito estranha em uma primeira escuta; é uma sonoridade muito densa e requer um tempo para se familiarizar. Mas saiba, é uma viagem sem volta, pois quando se tornar orgânico, não vai querer ouvir outra coisa.

Espero muito que gostem!


Vinícius Rodrigues

Vinícius Rodrigues

Músico, guitarrista/violonista. Licenciando em Música. Maníaco por Jazz e música brasileira.

Leia mais textos de Vinícius

  • SoundCloud
  • Youtube
  • rss

Todos os textos e imagens de JuveMetodistaBLOG são licenciados sob uma Licença Creative Commons. Clique aqui para saber mais sobre isso.
Leia também:
2leep.com
Deixe seu comentário!

Postar um comentário

Olá, ficamos felizes com sua visita no JuveMetodista BLOG! Obrigado por ler este post! Aproveite sua visita e deixe um comentário! Forte abraço!

Página Anterior Próxima Página